FLUTUAÇÃO NO RIO TRISTE – BOM JARDIM-MT

DCIM100GOPROGOPR4474.JPG
Flutuação no Rio Triste (#PraCegoVer: fotografia de um rio, com águas transparentes, de coloração azulada, com fundo de areia clarinha, folhas, pedras e galhos escuros. No canto superior direito, uma pessoa, vestindo calça branca com estampa preta e marrom e colete preto, está flutuando nas águas, com os braços colados ao corpo. No meio da foto, a uma certa distância, uma outra pessoa também flutua na água. No canto inferior direito da foto, em letras brancas, a inscrição @porquesomosdomundo. Fim da descrição.)

No nosso último dia em Bom Jardim, a programação inicial era o Balneário Estivado. Nós passamos por lá, quando estávamos indo para a Cachoeira, e constatamos que era apenas uma estrutura, ao lado de um rio de água transparente. Decidimos, então, aproveitar melhor o tempo, fazendo coisas que não temos em nossa região. E trocamos, pagando a diferença, o Balneário pela Flutuação no Rio Triste.

O dia amanheceu ainda mais frio: 14ºC. Mas confiando na temperatura da água, lá fomos nós, ainda com céu nublado.
O atrativo está localizado a cerca 20 km da Vila, por estrada de terra, já no município de Rosário Oeste.

Chegamos lá por volta de 10h e encontramos apenas um rapaz na recepção. O guia estava em uma flutuação. Enquanto esperávamos ele voltar e na esperança do sol sair, fomos até o ponto onde inicia a flutuação, o Ponto da Mangueira, que fica a uns 500 metros da recepção. Fizemos algumas fotos e ficamos contemplando o lugar. É parecido com os demais pontos de flutuação que visitamos (água azul transparente, com muitos peixes), mas não tem bem a característica de “piscina/aquário” dos outros dois em que estivemos.

IMG_1907
O ponto de entrada da flutuação no Rio Triste

IMG_1906

Quando estávamos prestes a voltar de lá, pra colocar nossas roupas (o rapaz da recepção já tinha vindo avisar que o guia havia voltado), encontramos, vindo pra flutuação, um casal que conhecemos em Chapada, no passeio das Águas do Cerrado, Júlia e Marcelo. Foi uma excelente coincidência reencontrá-los e tê-los como parceiros na flutuação.

Voltamos à recepção, colocamos os equipamentos (colete, calçado, snorkel) e voltamos pro Ponto da Mangueira (de onde começa a flutuação). O guia nos deixou ali e foi buscar mais algumas pessoas que iriam fazer a flutuação conosco. Enquanto isso, ficamos aproveitando o local, a tranquilidade, a beleza, a companhia dos peixinhos…

O guia chegou (já com uma garrafinha cheia de milho, pra alimentar os peixes) e descemos pra flutuação. São cerca de 1200 metros. Éramos cerca de sete pessoas e, desta vez, ficamos ao final da fila. Não foi uma boa ideia: a água fica menos transparente e não vimos as indicações do guia, como da presença de arraias.

 

A essa altura, já tínhamos sol e céu azul, o que ajudava no realce do azul e fazia o passeio ainda mais bonito, com os raios de luz que entravam na água… Além disso, das três flutuações que fizemos, essa foi a que, dentro d’água, a visão era mais colorida. Linda!

DCIM100GOPROGOPR4496.JPG


 

Algumas informações adicionais…
– o passeio durou por volta de uma hora, talvez um pouquinho mais… foi a mais rápida das flutuações que fizemos;
– a infraestrutura de recepção é a mais simples, mas conta banheiros e vestiários, além de armário com chaves para guardar os pertences do visitante;
– custo do passeio: R$75,00, por pessoa, incluindo os equipamentos.

IMG_1914
O ponto de saída da flutuação no Rio Triste

IMG_1915

No caminho de volta pra Vila de Bom jardim, encontramos essas pessoinhas…

IMG_1922

IMG_1925

….

Links relacionados:

FLUTUAÇÃO NO AQUÁRIO ENCANTADO – BOM JARDIM-MT

BOM JARDIM – O PARAÍSO DE ÁGUAS TRANSPARENTES

LAGOA DAS ARARAS – BOM JARDIM-MT

CACHOEIRA SERRA AZUL – BOM JARDIM-MT

FLUTUAÇÕES EM BOM JARDIM – MT

FLUTUAÇÃO NO REINO ENCANTADO – BOM JARDIM-MT

MIRANTE DO CERRADO – BOM JARDIM-MT

DUTO DO QUEBÓ – BOM JARDIM-MT

A CHAPADA DOS GUIMARÃES

….

* Este não é um post patrocinado. O espírito do blog é de narrar histórias e experiências, de forma que esse escrito reflete unicamente a opinião dos autores.
**Viagem realizada em junho de 2018. Valores informados também correspondentes a junho de 2018.

 

 

 

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s