A viagem de cada qual

Foto-Viagem de cada qual
(#PraCegoVer: Fotografia de nascer do sol no mar. Na parte de cima da foto, uma nuvem densa e o sol cujos raios iluminam o mar em tons alaranjados. No meio da foto há um pequeno barco sobre o mar, com três pessoas no seu interior, tudo em contra-luz. Na parte inferior da foto há uma silhueta de pedras escuras e do lado direito está escrito @porquesomosdomundo, em letras brancas. Fim da descrição)

E lá se vão quase 2 anos que nos distanciam do nascimento do blog (em maio/2017), embora ele ainda seja um bebê… pois é… vamos escrever um pouco, não é mesmo!? (rsrs)

Por esse tempo, adiei a escrita e a publicação de um post porque tenho muito gosto pela forma como Gardênia (parceira de viagens e de vida) escreve neste blog, sempre de modo leve, bem humorado e com descrições muito interessantes dos lugares para onde viajamos, fruto de pesquisas, de seu talento e de tempo/paciência, deixando assim o texto bem gostoso de ler. É o barato dela, e ela o faz com maestria, no que enxergo, o que enriquece o conteúdo do blog. O meu (barato) são as imagens, embora boa parte das fotos aqui publicadas são também de autoria de Gardênia.

Cada pessoa tem sua singularidade, e aqui exponho um pouco a minha, embora possamos nos presentear a viver outras experiências: a de escrever, por exemplo. A de viajar, obviamente (rsrs). E quanto isso nos enriquece, e nos estimula, e nos felicita, e nos abre horizontes e aprendizados novos.

Viagem também é algo singular, e percebo que cada pessoa enxerga, de modo único, as suas vivências pelo mundo. Imagino que em pesquisas de percepção de experiências de viagem, cada pessoa descreva de maneira bem diferente o que observou ou sentiu, ao estar em certo lugar do planeta (ainda que seja considerado exatamente um mesmo local). Conversemos com as pessoas e percebamos isso na prática!

E isso só foi possível acontecer porque a pessoa esteve lá, abriu a mente e o coração pra entrar em contato com um universo novo de possibilidades, de visuais espetaculares ou singelos, de cheiros, de paladares, de sons, de encantos que não só nossos sentidos físicos captam, mas que nosso espírito também aprecia e sintoniza, pois cada lugar (mesmo!!) tem sua energia, seus valores diversos, seu jeito de ser, suas pessoas, sua identidade… em resumo, sua singularidade. Seja ali na cidadezinha do interior de seu Estado, seja em expedições a outros países.

Isso faz lembrar um nascer do sol no mar… um horizonte iluminado de possibilidades.

É maravilhoso enxergar viagem não só como conquista pessoal, mas como algo que ajude a nos libertar de preconceitos (ou ao menos reduza seus percentuais), que amplie em nós a necessidade de respeito em todos os níveis e nos convide à felicidade (como vivência durante o caminho e não apenas como objetivo a alcançar), durante o tempo que ainda nos resta aqui no planeta…

Viva as SUAS viagens de modo consciente! E tire os melhores proveitos delas, sejam como for, sejam pra onde for!… garanto que cada qual vai aumentar a própria bagagem de vida… e afinal, não é isso que importa?

Nós estamos vivendo as nossas, porque somos do mundo* (!!)

Ótimas viagens, amigos(as)!

 


(*) mundo significando: Universo.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s